terça-feira, 21 de setembro de 2010

Na enxurrada

312833

Se há pessoas com as quais não gostaria de partilhar uma conversa, ou (pior!) uma refeição … uma delas seria certamente Manuel Maria Carrilho.

O ex-Ministro da Cultura não foi reconduzido no cargo de embaixador da UNESCO pelo Governo. Apesar da notícia apontar a entrevista ao Expresso ou o seu livro, ambos críticos para com o Governo. como possíveis causas; gostaria de pensar que o MNE o deixou cair por Carrilho ter-se recusado (e bem) votar o nome do egípcio Farouk Hosni, que se dispôs há uns tempos a queimar livros israelitas, para director-geral da UNESCO.

Foi de homem.

Foto_Rui Gaudêncio (Público)

Sem comentários: