terça-feira, 29 de junho de 2010

The turkish guy

 

Retive, à parte do entusiasmo da nossa selecção, dois momentos paradigmáticos.

Asamoah Gyan USA

No dia do jogo Gana-EUA encontrei, por todo o lado, um apoio genuíno e empenhado dos sul-africanos à selecção do Gana. Em toda a parte, brancos, negros ou indianos, roíam as unhas e exultaram com o golo de Asamoah no 2-1 sobre os EUA. A ideia comum é África: “somos por qualquer equipa africana, somos África”, maugrado a eliminação dos Bafana Bafana.

24-oezil

Uns dias antes no último jogo do grupo D – a Alemanha contra o mesmo Gana – perguntou-se a um alemão quem havia marcado pela Alemanha. Com todo o desprezo do mundo respondeu:

“The turkish guy”.

Maneiras distintas de ver o Mundo e o futebol.

dia 8: o fim do Adamastor

Creio que não haverá ninguém que ponha os pés na África do Sul sem receio. Receio sobre a segurança, sobre a tensão política, étnica ou religiosa.

Apesar de 75% dos Afrikaners terem votado pela libertação de Mandela;

Apesar do exemplo de Mandela enquanto chefe do governo, despido de rancor;

Apesar da inquestionável liberdade política e religiosa que se vive no país.

Apesar de tudo isso.

 

DSC06510

As townships da periferia assustam (como se não tivéssemos as nossas!) e pesam hoje ainda, infelizmente, mais que a beleza

DSC06536 DSC06582

e os sul-africanos…

DSC06589

DSC06602

 DSC06606 DSC06658 - Cópia DSC06685

… que sentem a nossa “europa” como uma jaula de convenções e de espaço.

Despir os medos e preconceitos.

DSC06823

E deixar de estar assim…

DSC06664… perplexos e defensivos.

 

 

Para aprender com África e  estar assim…

DSC06665

Confiantes, abertos e liberais, como os sul-africanos.

 

Estar na moda

DSC06854

Ou não ter medo de a fazerDSC07024

DSC06990

Em Scottburgh

DSC07029

Ou em Lisboa

DSC07091

O Adamastor não é preciso. Nunca mais.

E viva Portugal e a nossa selecção. Mas sobretudo Portugal.

 

FIM

Dia 7: o regresso do acento

 

Esta história está a terminar.

Mesmo sem iPhone …

 DSC06996

Com gente rezando na praia a um Deus (certamente) comum.

DSC06999

Enquanto outros pescam e  outros surfam

DSC07004 DSC07008

às 7h da manhã de um dia de Inverno, nas águas quentes do Índico.

 

A Sul de Durban (onde ficámos) uma zona não turística (e por isso muito mais barata), mas boa para pequenos-almoços …

 

DSC06952

…. e estradas que levam a lado nenhum.

 

DSC06947

Estradas cortadas que obrigam a conhecer ….

 DSC06954

… outras praias e outras gentes.

 

DSC06956

DSC06950

 DSC06961

DSC06985

Há viagens que mesmo longe de casa não se consegue ver nada. E há outras que se vê mesmo sem viajar fisicamente. A nossa obrigação foi a de ver, com o futebol como pretexto, por outros que não o puderam fazer. Especialmente por um grande amigo, cujo imenso coração viajou connosco.

DSC06982

Foi essa viagem que sem carimbo no passaporte procuramos fazer. Um tributo à vida e à amizade.

sábado, 26 de junho de 2010

dia 6: missao cumprida

Situada no Indico nao tem a beleza, o charme ou a pujante tranquilidade da Cidade do Cabo.


Nao cheira a Europa, minimamente. E' uma cidade portua'ria e fortemente industrial.









Durban, e' outra das grandes cidades da Africa do Sul. Feia no seu centro mas com um esta'dio e praias fantasticas.









Mas o nego'cio e' futebol. Perto do belissimo esta'dio de Durban fez-se a festa com a massiva presenca de apoiantes da seleccao.









Aqui na Africa do Sul as pessoas escolhem uma equipa da sua preferencia e torcem por ela. Portugal tem muitos adeptos sul-africanos. Muitos mesmo; apreciam e acreditam na nossa seleccao como no's somos incapazes de o fazer. Pelo menos ate' ao jogo...







Contra o Brasil a equipa fez o seu jogo. Era preciso empatar para passar e foi isso que fizemos. O Grupo esta' de acordo com Queiroz.








Alia's pode dizer-se que Queiroz cumpriu o que lhe foi dito.

A terminar a nossa missao ... nao pudemos ainda levar a taca.




Leva-se a fe', antevista nas ruas de Durban, para o jogo com a Espanha:

sexta-feira, 25 de junho de 2010

dia 5: o Indico

E preciso pensar no jogo com o Brasil e partir para Durban.




A concentracao fundamental para engendrar a melhor tactica.





A aparencia tambem nao se descuida.

Lanca-se o isco ao tubarao branco...




Mas so aparece o amarelo...




Vamos embora ja que o Sol esta a nascer no mar