sábado, 12 de junho de 2010

Tomar cavaco

 

cavaco_silva

O Sr. Presidente da República veio-nos dizer, no 10 de Junho, aquilo que já sabíamos mas que, dito por ele, ganha uma estranha consistência de Lei. A situação do país é … insustentável.

É assim com Cavaco.

Confesso que “tomo cavaco” há anos como se de um remédio se tratasse. O homem não tem piada nenhuma, não tem rasgo, não tem humanidade. Engana-se muitas vezes e é exageradamente egocêntrico.

No entanto é, também, há anos um referencial de seriedade, de rigor e de responsável nacionalismo. E isso é raro e merece ser devidamente reconhecido.

Sem comentários: