quinta-feira, 15 de março de 2012

Ao fundo

Henrique Gomes

Foto_ Público (Daniel Rocha)

A demissão do secretário de estado da Energia, Henrique Gomes, é, ao que tudo indica, uma perda enorme. Fundamentalmente por aquilo que ele representava em termos da necessidade de renegociar as rendas catastróficas com que os governos de Sócrates brindaram a EDP e prejudicaram os contribuintes.

É pena que assim seja.

A única nota cómica nesta tristeza toda é a de ouvir o PS a falar sobre este caso, ou sobre a Lusoponte, ou sobre qualquer outro dos negócios ruinosos em que nos meteram. Lamentável … como lamentável é ter o país hipotecado pela política do “paga depois”. As PPP são outra herança pesada de que vamos, nos próximos anos, ouvir falar…

Sem comentários: