quarta-feira, 28 de março de 2012

Os direitos

4140711556_7969b9a915_z

Uma notícia que o Público trouxe hoje levou-me a pensar que o susto de falência do país já passou e a tonteria dos direitos inalienáveis voltou.

Como é possível ficar revoltado pelo facto do Estado português exigir o pagamento de 120€/ano a cada aluno de português?

Como é possível continuar a achar que tudo são direitos e nada são deveres?

 

Naturalmente que os 10€ por mês pouco irão adiantar em termos dos gastos do Estado no ensino da língua portuguesa. Não conheço o alcance da medida portanto. Conheço apenas esta loucura irracional dos direitos sem deveres, semeada de forma irresponsável nos últimos anos do país.

 

Foto: Carlos Luna (flickr)

Sem comentários: