quinta-feira, 31 de maio de 2012

Irresponsabilidade: jamais.

 

sem-titulo_117Foto_i

 

As parcerias público privadas (PPP) começam agora a mostrar os dentes e a dificultar as contas de Portugal.

O Relatório do Tribunal de Contas aponta para um conjunto de negócios ruinosos para o Estado feito pelo anterior Governo no domínio das estradas. O problema é o futuro: entre 2032 e 2034 poderemos por via destes “negócios” ter uma dívida de mais 20.700 milhões de €.

A acrescentar a isto contam-se um conjunto de espertezas saloias da dupla Mário Lino-Paulo Campos. O i avança inclusivamente com a notícia da existência de contratos paralelos destinados a compensar as concessões rodoviárias para que estas passassem no Tribunal de Contas por um preço inferior ao acordado. Enfim, um desastre pelo qual, no mínimo, os anteriores Ministro e o Secretário de Estado têm que ser devidamente responsabilizados.

Sem comentários: