quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Dietas & Gorjetas (II)

 

tipping-table-money

 

Muito se discute sobre problemas vários que merecem notas em jornais e até páginas no facebook. Uns importantes e outros nem por isso. Mas todos eles merecem e têm, aqui ou ali, o seu espaço. A gorjeta não: a gorjeta é assunto tabu em Portugal.

Noutros países a discussão sobre tão relevante tema levou ao estabelecimento de gorjeta institucional apensa à conta. Noutros há normas que se querem ver respeitadas. Em Portugal ignoramos olimpicamente a questão. Aliás, no nosso país, há um sentimento generalizado que as boas gorjetas são para os estrangeiros dar, não quereremos num assomo de generosidade fraterna arruinar a nossa proverbial forretice.

Aliás em Portugal a gorjeta depende mais da conta do que do atendimento. Há contas que se prestam a gorjetas simpáticas: 56,50€ é bem mais propensa à gorjeta do que 60,20€. A gorjeta nacional depende mais da matemática do que do bife.

Num período em que os nossos governantes apelam à criatividade será bom que alguém comece a pensar na teoria da gorjeta e pode ser que dentro em pouco a seguir à imensa secção de livros de Dietas, à venerável secção da Estatística e à excitante secção da Floricultura sobrem aí uns 10 centímetros para Guias Práticos da Gorjeta.

 

Publicada in Comércio de Guimarães

ligação

Sem comentários: