quinta-feira, 29 de setembro de 2011

O longo braço da lei

 

202

 

A extraordinária história de George Wright, detido há poucos dias pela polícia portuguesa depois de estar há 41 anos fugidos à justiça norte-americana, é absolutamente deliciosa.

Tem tudo para dar um filme. E impressiona-me a pertinácia das autoridades norte-americanas que, mesmo depois de 40 anos, ainda se deram ao trabalho de escutar a irmã de George.

Fez-me lembrar esse magnífico filme de Sidney Lumet Fuga sem Fim (Running on empty, 1988) que retrata a saga da família Pope e sobre o qual choro … sempre que o revejo.

 

 

Uma beleza de filme.

Sem comentários: