domingo, 18 de setembro de 2011

Os inimputáveis

miguel silva Foto_Miguel Silva_Público

 

A dívida escondida debaixo do tapete pelo governo regional da Madeira deixa-nos, a todos, um sentido de profunda indignação e nojo.

O Primeiro-Ministro e o Ministro das Finanças que nos meses que levam de governação só têm tido destas surpresas, no desporto, nas obras públicas, na Madeira, foram até onde o sentido de Estado lhes permite ir. A inexistência chamada Procurador Geral da República acordou da letargia onde cobardemente se havia refugiado desde que tomou posse …

Fala-se em multas a esta gente.

Mas se procurarem bem nas leis que regem os titulares de cargos políticos certamente irão encontrar a possibilidade de criminalizar estes comportamentos. Infelizmente iremos ainda encontrar, nas câmaras ou em organismos públicos, mais comportamentos criminosos como este.

Mas é necessário julgar esta gente. A começar por Sócrates. Não politicamente claro, mas em termos da responsabilidade pela mentira e pelo descaramento.

Pode ser que as coisas melhorem para futuro…

Sem comentários: