segunda-feira, 2 de maio de 2011

Está feito

Barack Obama anuncia morte de Bin Laden

 

Sei que parece mal festejar a morte de um homem, mas Bin Laden era uma gigantesca espinha entalada na garganta das democracias ocidentais, e que agora desapareceu. Há quem defenda que um mártir nasceu, mas esse é um perigo bem menor que a imagem de fragilidade que se dava pela impunidade de um terrorista deste calibre.

 

 

 

Não deixa de ser paradoxal (ou talvez não) que a actual Administração Americana mais aberta ao mundo e menos fanfarrona em termos bélicos, seja aquela que conseguiu, com êxito, arrumar com Osama.

Obama está, desde já, reeleito. E ainda bem.

Sem comentários: