segunda-feira, 16 de maio de 2011

Perplexidade

sk Foto_Reuters

 

A detenção do presidente do FMI Dominique Strauss-Kahn é uma verdadeira bomba.

As autoridades americanas prenderam um homem poderoso na finança internacional (Portugal que o diga) e o principal adversário nas presidenciais de Sarkozy (com grandes possibilidades de o derrotar).

A acusação tem a ver com uma tentativa de violação a uma empregada de um hotel na Times Square, no quarto em que Strauss-Kahn se encontrava.

Se isto é uma conspiração ela é, certamente, diabólica. Se não o é, estamos perante um caso em que a justiça agiu rapidamente no sentido de (segundo se vai sabendo) encontrar vestígios da violação no corpo do homem. Não havendo qualquer constrangimento em mandar prender um dos homens mais influentes do mundo dentro do avião que o traria à Europa.

Tudo isto lembra as polémicas do Casa Pia. Mas ao contrário.

Sem comentários: