quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Consumos de energia eléctrica caem em Portugal

 

Foto: Alqueva (EDP)

 

Segundo a associação Quercus 2011 trouxe uma diminuição no consumo de energia elétrica em Portugal, não especificando contudo se a redução se deveu ao sector industrial ou aos consumidores domésticos. Segundo o jornal Público as quebras anteriores ficaram a dever-se fundamentalmente à indústria:

“O arrefecimento da economia terá tido também um efeito. Entre 2008 e 2009, quando também houve uma redução no consumo de electricidade (-1,4%), a indústria teve um peso central na queda. O consumo da indústria transformadora caiu 8,7% nessa altura, enquanto o residencial subiu 5,4%, segundo dados da Direcção-Geral de Energia e Geologia. Entre 2007
e 2008, ambos tinham tido reduções semelhantes (3,0% e 2,9%). Ainda não há dados detalhados para 2011.” Público de hoje.

 

No entanto, devido à quebra de produção de energia por via hídrica, houve também um abaixamento da produção de energia de fontes renováveis (46,8% em 2011 comparando com os 53,2% em 2010).

Ver nota da Quercus.

Valores realmente impressionantes (pela positiva) e animadores para o futuro, apesar das pertinentes polémicas sobre a fatura que algumas energias renováveis, nomeadamente a eólica, nos deixam.

O interesse dos chineses na compra de parte da EDP compreende-se perfeitamente face a estas impressionantes performances e à necessidade da China em enfrentar o seu crescimento económico numa base energética com futuro.

Sem comentários: